Plantas artificiais: como limpar e conservar

plantas artificiais

Seja pela dificuldade climática, seja pelo espaço reduzido ou falta de tempo para adubar e regar, cada vez mais as flores artificiais ocupam um espaço cativo na decoração de casas, escritórios e empresas. Enquanto as flores naturais necessitam constantemente de cuidados e luz solar, as plantas artificiais são bem mais práticas e fáceis de conservar. 

O aspecto positivo de investir nas versões artificiais é que elas possuem uma durabilidade muito maior que as naturais e com uma beleza semelhante. Mas quem opta por essas plantas na decoração precisa saber que elas também demandam alguns cuidados.

Mesmo sendo mais simples de manter, as plantas artificiais precisam de um tempo para que sejam limpas e conservadas.

Dicas para escolher as plantas artificiais

Já quebramos alguns mitos sobre frutas artificiais e um deles tinha a ver com a aparência delas. Mas, assim como as frutas, as plantas artificiais também podem ser bem realistas.

É possível, inclusive, montar jardins com flores artificiais e simular a cor e a textura de rosas, tulipas gérberas e gerânios com materiais como papel, borracha, silicone e seda. Entretanto, as versões produzidas a partir de materiais como silicone e resina costumam se sair melhor que os exemplares produzidos a base de plástico ou tecido.

Quanto aos caules, opte por comprar flores artificiais produzidas com arame, que facilitam o manuseio. Por ser possível de dobrar, ele se adapta bem a qualquer recipiente.

plantas artificiais 1
Confira como conservar as plantas artificiais

Manutenção e conservação das plantas artificiais

Enquanto as plantas naturais precisam de uma série de cuidados, como  rega constante, retirada de flores murchas e ter cuidado até na escolha das espécies, as versões artificiais são bem mais práticas.

A primeira dica tem a ver com a incidência dos raios solares. As plantas artificiais, diferentemente das naturais, não devem ser deixadas em locais que possuam incidência direta dos raios do sol.

A exposição acelera o processo de desbotamento e pode até danificar permanentemente o material com que elas são feitas. Prefira mantê-las no interior da casa ou em corredores.

Para limpar e retirar a poeira, opte por um espanador de penas ou utilize até mesmo um secador de cabelos. Para limpar flores avulsas, que não estejam em arranjo, coloque-as em um saco com 2 colheres de sopa de sal. Feche o saco e agite, para que o pó grude no sal. Em seguida, retire da sacola e sacuda, a fim de retirar o excesso de sal.

Caso haja a necessidade de uma limpeza mais profunda, escolha um  detergente neutro e enxague-as em seguida. Deixe-as secando em local protegido do sol e de cabeça para baixo.

Evite produtos abrasivos que vão retirar o brilho e a cor das plantas. Se preferir, utilize apenas um pano úmido e macio para limpar pétalas e hastes. 

Buquê de Gérbera c/09

Cuidados com materiais mais específicos

Versões de veludo, com brilhos ou aplicações que simulam orvalho merecem ainda mais cuidado. Se for deixar as flores e plantas em um local mais exposto à poeira, vale a pena escolher peças de materiais mais simples de limpar. Os arranjos de veludo podem ser utilizados em ocasiões especiais e depois guardados, para que durem mais.

Agora que você já conhece a facilidade e praticidade das plantas artificiais, use e abuse delas na decoração! Na loja da Crysmax Flores você pode escolher de maneira prática e rápida as melhores frutas artificiais para a sua casa, sempre com qualidade acima da média!

Acompanhe o blog da Crysmax Flores para mais novidades no mundo da decoração!